História

Para a Dell’Arte, a realização de espetáculos com elevado conteúdo artístico e cultural é uma premissa desde a sua fundação em 1982, e se perpetuará para as gerações futuras.

A empresa foi pioneira no Brasil ao investir na década de 1980 em promoção de espetáculos clássicos, trazendo ao país os grandes nomes da música e proporcionando ao público e artistas locais o conhecimento e a formação de novas plateias para a música erudita.

A década de 1990 foi marcada pela expansão e fortalecimento com a dinamização da sua gestão corporativa. Foram desenvolvidos novos projetos como a estrutura de assinantes da Série O Globo/dell’arte Concertos Internacionais; a promoção dos espetáculos para o grande público como o concerto de Luciano Pavarotti no estádio Pacaembu em São Paulo; e a realização das turnês dos renomados ballets internacionais como Kirov e Bolshoi. A partir do ano 2000, iniciou-se o período de consolidação e a Dell’Arte firmou sua posição estratégica no cenário de cultura e entretenimento do país, em especial, nos segmentos de música erudita, jazz, balé e dança contemporânea.

Com três décadas de expressiva atuação, a empresa apresenta uma importância histórica para o cenário da música e dança no Brasil, pois criou referências de qualidade, colaborou com o desenvolvimento de artistas e com a formação de plateias. Outra importância histórica foi a sua contribuição para o desenvolvimento da Lei Rouanet nos seus primeiros anos de vigência, através do fornecimento de dados e informações dos projetos da empresa ao Ministério da Cultura, que foram examinados e avaliados como um dos parâmetros para a formulação dos programas de formatação de projetos e prestação de contas dos patrocínios culturais junto à Lei Federal de Incentivo à Cultura.