Maria João Pires

Uma das grandes pianistas da atualidade, Maria João Pires fez a sua primeira apresentação pública aos 4 anos e iniciou os estudos de música e piano com Campos Coelho e Francine Benoît, continuando mais tarde na Alemanha, com Rosl Schmid e Karl Engel. Além de seus shows, ela fez gravações para Erato por quinze anos e Deutsche Grammophon por vinte anos.

Desde os anos 1970, ela se dedicou a refletir sobre a influência da arte na vida, na comunidade e na educação, tentando descobrir novas formas de estabelecer essa maneira de pensar na sociedade. Ela buscou novos caminhos que, respeitando o desenvolvimento dos indivíduos e das culturas, estimulem o compartilhamento de idéias. Em 1999, criou o Centro de Estudos das Artes de Belgais em Portugal. Ela ampliou o alcance dessa filosofia para Salamanca e Bahia no Brasil.

Em 2012, na Bélgica, ela iniciou dois projetos complementares; o projecto Equinox, que cria e desenvolve coros para crianças de meios desfavorecidos, e o projecto Partitura, cujo objectivo é criar uma dinâmica altruísta entre artistas de diferentes gerações, propondo uma alternativa num mundo muitas vezes centrado na competitividade.

Programa:
Chopin - Noturnos, op. 9 nos. 1-3; op. 27 nos. 1-2; op. 72
Beethoven - Sonatas Nos. 8, op. 13 e 32, o. 111