Bach: Paixão Segundo São Mateus

Internationale Bachakademie / Gaechinger Cantorey Stuttgart

Disponível em nosso canal do YouTube entre 29 de abril e 26 de maio:

Espetáculo
Entrevista com Hans-Christoph Rademann, diretor artístico

A Academia Internacional Bach de Stuttgart, juntamente com o coro Gaechinger Cantorey, se posicionam como um dos maiores intérpretes mundiais da música barroca dos últimos 40 anos. Fundados em 1981 pelo maestro Helmuth Rilling — então sob a denominação de Bach-Collegium — eles estabeleceram padrões internacionais na interpretação dos compositores do período, com destaque para as obras de Johann Sebastian Bach.

Em 2013 Rilling passou o comando para o regente Hans-Christoph Rademann, que abriu uma nova era, reunindo os dois conjuntos sob o nome de Internationale Bachakademie: uma orquestra barroca e um coro versátil, burilados na arte da interpretação historicamente informada, com instrumentos de época seguindo o modelo dos conjuntos de igreja do século XVIII.

A Paixão Segundo São Mateus é uma das obras-primas corais do genial compositor barroco que, após sua morte, praticamente caiu no esquecimento. Coube a Mendelssohn promover o renascimento de Bach, com uma portentosa interpretação exatamente desta obra. Estreada em 1727, uma Sexta-feira Santa, ela tem por base a narrativa bíblica de Mateus e foi escrita para coro duplo, cada um deles acompanhado por um órgão! Em revisão posterior o compositor cortou um dos órgãos, para que a Paixão pudesse ser executada em igrejas menores.

Não deixe de assistir a esta que é, para boa parte dos críticos, a maior obra coral de todos os tempos.